Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cumplicidades

Fotografias de Fernando Peneiras e Poemas de Augusta Maria

17
Jun21

Mulher sou...

fpeneiras

Senhora_022a.jpg

MULHER:

Tanto a dizer de mim que mulher sou
Ah!
Como este rosto marcado se fez mestre
Das lições colhidas pelo caminho

Fui airosa, impetuosa, lutadora.
Fui manancial de esperança
Riso límpido.
Fui mil dias de manhãs nascidas,
Fui canção feliz pela dádiva da vida.

Fui fada misteriosa perfumada
Fui arte na sedução e fui amada
Fiz-me respeitar regida pelas leis da retidão.

Fui amante esposa
Fui mãe com dor, amor, sem perfeição
Fui o melhor de quanto me ditou o coração.

Hoje, sou mulher e olho a vida
Com um tanto de cansaço
Não!
Nunca me darei como vencida
Ser mulher, mãe e… amante.
O serei até no recordar
Para além da vida.

- Augusta Maria Gonçalves - 7.3.2021.

17
Jun21

Os meus caminhos...

fpeneiras

Estrela_03a.jpg

CIOSA DE MIM:

Trago em mim tudo que sou
Pouco, sei bem, mas sou ciosa
Do meu sonho inquebrável
Feito sal, onda desfeita
De saber pelo perfume a cor da rosa.

Sei de segredos inquietos como as ondas
Sei da rota de passos sob o pó
Se caminhamos de mãos entrelaçadas
São lado a lado ainda hoje os descompassos.

Debruçada nesse olhar nunca esquecido
Faço-me luz poema riso
Sou cantar de cotovia, rouxinol
Sou foz de rio, queda de água
És meu amor o beijo doce
És o suspiro
Eu só ténue gemido
As dobras esquecidas
Tatuadas de amor.

Oh! Rosas desfolhadas…
Agora, sem cor
Mas perfumadas
Na seda imaculada do lençol.

Trago em mim o pouco que sou
E sou ciosa…

Augusta Maria Gonçalves 4.3.2021.

17
Jun21

A Primavera...

fpeneiras

Borboleta, Marsh fritillary (Euphydryas aurinia)_0

URGÊNCIA:

Ressurjam perfumadas as flores
Há na espera mil cansaços
O vento diz!

Escuto os passos da velhinha Primavera.
Há olhares fixos no horizonte,
seduzidos só de esperança
Esperam contemplando
O Céu azul pintado de asas
A paleta que pinta luminosos feixes de luz e sombras
Nas margens da ribeira casta.

Oh! Montanhas de topos dourados…
Ilusão que conforta aquele que no céu procura.
Colhe!
Tudo quanto a visão lhe traga em cor
O vento é seda esfiada em movimento
Tranças desfeitas de um tempo…

Adejar, dá vida às minúsculas flores.
Acorda o coração das rosas
Resvala o orvalho como lágrima
Beijando as pétalas
A roseira ciente da sua grandeza misteriosa
Estremece cuidadosa.

Despertam devagar com tal candura
Botões de rosa.
É urgente
Que o suão sopre forte
Limpando a finíssima névoa dos olhares carentes.

Seja límpido, puro nosso olhar
Como o de um idoso que confia
Como quando foi petiz.
Sem nunca ter lido a profecia.

SERÁS! nuvem, árvore ou cantar melodioso de ave.
Que por certo
Repetiu na melodia.
VAIS SER FELIZ!
Um... Dia...
Assim trinava a melodia.

Do nascer ao partir um passo
É o chão da vida, tal cansaço…
Acredito, no que o vento diz
Entoam os passos da VELHINHA PRIMAVERA
Essa,
Que perfumada, colorida, vaidosa.
Fará de ti! de mim, alma ditosa
Um ser feliz
Sonhar talvez em poesia que sou o despertar
Da campestre ROSA!

- Augusta Maria Gonçalves - 4.3.2021.

17
Jun21

As minhas flores...

fpeneiras

Silvestre_045a.jpg

TENHO ENCANTO PELAS FLORES:

São anos muitos já
Talvez ventura
Talvez essa estrada longa para cumprir.
Talvez milagre, ou talvez amor
O qual nos faz contrariar
Dias tristes, invernosa desventura.
Ah! Embalar a esperança,
Ter no regaço a verde primavera
Tão distraidamente o chão se calcorreia
Intuito, qual?
Ver com o olhar, de alma a escutar
O rir menino das primeiras flores primaveris
Com ávido olhar eu miro o chão
Vejo a minúscula flor de viva cor
De pé ante pé vou por aí
Olhando atenta para não pisar
O que me é dado com graciosidade
Para contemplar.
Eis que os dias passam
Já há rosas.
São de seda pura ou de cambraia.
É nas manhãs quietas que as olho
Dormem entre orvalho
Filigrana de prata quem diria.
Embala-as a brisa passageira.
Talvez por amor ou cortesia
Antecipando esse meu desejo
Guardei com carinho no meu peito
Este ramo perfumado
Fazendo o meu dia
Feliz amoroso e mais perfeito.
Um beijo amiga com meiguice.

- Augusta Maria - 2.1. 2021.

Bio do Fotógrafo

Bio da Poetisa

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Calendário

Junho 2021

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Blogs Portugal

Blogs Portugal

subscrever feeds

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Direito das Crianças

Diga não à Violência Doméstica

Direitos Humanos

Salve Vidas

Respeito às Diferenças

Alto Douro Vinhateiro

Direito dos Animais

Em destaque no SAPO Blogs
pub